Roteiro Literal #3 "Coração de Tinta"

Sabe aquele livro que é super criativo, original e bem escrito, cheio de aventura, ação e muita fantasia??? E sabe quando resolvem adaptar esse livro para o cinema e aí tudo sai da linha???

Então foi mais ou menos isso que aconteceu com "Coração de Tinta", filme lançado em 2008, baseado na obra de Cornelia Funke e estrelado pelo astro Brendan Fraser.

Em "Coração de Tinta" Mortimer (Brendan) um simples restaurador de livros esconde de sua filha Meggie um dom muito "interessante", ele tem a a capacidade de trazer os personagens dos livros à vida quando os lê em voz alta. Ele descobriu esse dom, ao ler o livro "Coração de Tinta" e acidentalmente trazer ao mundo real alguns de seus personagens, incluindo o terrível vilão Capricórnio. Porém Meggie só descobre tudo isso quando os vilões do livro voltam a procura de seu pai para usar esse poder em seus planos e assim eles embarcam no mágico e perigoso mundo de "Coração de Tinta" enfrentando os vilões e lutando para salvar a própria pele.

O livro é incrível, a ideia de usar a metalinguagem, ou seja, um livro que fala sobre um livro, foi uma tacada de mestre da autora, tem aventura do início ao fim e um enredo muito bem estruturado, é um daqueles livros que dá gosto de ler.


Já o filme...

Não é legal quando resumem demais e acabam retirando partes que eram importantes para entender o enredo, e é pior ainda quando mudam tudo que está no livro. E infelizmente foi isso que virou o roteiro de "Coração de Tinta", uma ideia incrível que no filme acabou se tornando confusa, rápida e desestruturada, quase tudo foi brutalmente modificado. Eu me arrisco a dizer que até quem não leu o livro não vai se encantar com o filme, que infelizmente não conseguiu passar a magia de "Coração de Tinta" para as telonas!

Trailer:


Poll

Followers

Ocorreu um erro neste gadget